Feliz dia dos que amam!

Para ler acompanhado, dá um play aqui.

Acredito que o amor é a máxima da humanidade. Está acima de raça, lei, religião, classe social ou qualquer outra coisa. Ninguém escolhe quem vai amar e, muito menos, pede permissão para amar. Simplesmente ama-se. Branco ama negro, que ama evangélico, que ama cristão, que ama judeu, que ama homem, que ama outro homem, que ama mulher, que ama rico, que ama pobre.

Amor, amor, amor. É a máxima da humanidade. E mesmo que eu considere o dia dos namorados uma simples data comercial, acredito que precisamos fazer dele um momento em que celebramos não apenas o nosso amor por outra pessoa, mas o amor em si. Comemorar as tantas formas de amor que existem e o direito de serem exercidas. Por menos imposições e mais demonstrações livres de afeto.

Amor bom é amor que preenche, seja lá como for, pois cada um sabe como se preencher melhor. Amor bom é amor que está acima de todo e qualquer preconceito ou imposição. Amor que é, acima de tudo, simplesmente amor. Fica neste pequeno texto registrado o meu desejo de que todos os dias sejam dias de amar e de se sentir amado. Porque eu, e todos os românticos de plantão, acreditam que o mundo precisa disso para continuar girando.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s