Última declaração para um amor que se foi

Vem cá, senta ao meu lado só mais uma vez. Deixa eu te falar mais algumas palavras antes de ver a sua imagem desaparecer, antes de me esquecer completamente o som da sua voz, antes do seu toque se tornar apenas uma recordação daquelas que a gente nem sabe mais se um dia foi real.

Sempre quis te fazer aquelas declarações bonitas, que as pessoas compartilham no Facebook dizendo que nunca viram palavras tão comoventes. Mas, sei lá, você sabe que a gente nunca foi desse tipo. Eu te escrevia, você sorria, falava que era lindo e me respondia com as tuas palavras estranhas. A gente se entendia assim, desse jeito meio incomum.

Então, eu não sei se vou conseguir te escrever coisas tão bonitas. Há quem diga que nunca fomos bonitos juntos. Há quem diga que não havia beleza em um amor como o nosso. Há quem diga tanta coisa por ai…

Mas eu sei exatamente sobre o que eu vou conseguir escrever: sobre o nosso sentir. Vem cá, senta ao meu lado só mais uma vez para eu te contar como você fez meu coração pulsar num ritmo acelerado toda vez que a gente se tocava. Cola teu rosto no meu, junta a tua boca na minha e segura a minha mão como a gente fazia quando ainda acreditávamos que era pra ser.

Dizem que viver é recordar. Eu me recordo todos os dias. Às vezes lembrar é tão bom, que sinto aquela nostalgia por não poder te ligar em uma quinta-feira qualquer só para ouvir o som da tua voz. Dizem também que existe esse lance de “o grande amor de uma vida”. Não sei se acredito muito nessa história, mas também não sei se é possível sentir muitas pessoas da maneira que nós nos sentimos.

Sabe, eu só queria te escrever umas palavras bonitas para ver se alguém compartilhava no Facebook e chegava até a sua timeline. Mas não é que eu me lembrei agora que você não lê muito essas coisas no feed do Facebook… Tinha me esquecido. O que mais será que eu me esqueci sobre você?

Vem cá, senta ao meu lado só mais uma vez para eu te dizer tudo isso com palavras mais bonitas. De um jeito que eu sei que você vai gostar e me retribuir com aquele sorriso que é só seu. Vem cá… Senta ao meu lado só mais uma vez?

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s