Carta para os que viraram a página

Lucas,

Não sei mais se faz algum sentido te escrever depois de tanto tempo. Já fizemos tanto isso que perdi as contas de quantas vezes nos despedimos. Mas dessa vez eu sei que é diferente. Não quero mais ficar tentando me despedir de você, porque finalmente aprendi que jamais vou conseguir te dizer adeus. Para dizer adeus a alguém que amei tanto, eu teria que me iludir com a ideia de que jamais pensaria em você de novo. E eu sei que vou pensar, vou relembrar, vou sorrir, e talvez até deixar uma lágrima cair de vez em quando.

Hoje, não quero mais me despedir de você, pois entendi que tudo o que nós fomos juntos continuará fazendo parte de mim para sempre. Hoje, eu quero te agradecer. Sabe, Lucas, você foi uma daquelas pessoas com as quais eu precisava cruzar na vida para entender quem eu sou e quem quero ser daqui pra frente. Mas você foi além, me mostrando, principalmente, o que eu não quero no amor.

É até meio esquisito dizer isso em voz alta, considerando que, por tanto tempo, acreditei que você era exatamente tudo o que eu precisava. Não. A verdade é que você é praticamente o oposto do que desejo para mim no futuro. Continuo querendo alguém com uma personalidade fascinante, alguém capaz de se destacar diante de tanta gente sem graça. Mas acho que é só isso o que consigo puxar de você. Hoje em dia eu até aceitaria sair com alguém completamente diferente daquilo que eu idealizei para mim. Finalmente parei de procurar por você em todos os caras com os quais eu decido me relacionar. E agora faz muito mais sentido sair com eles e não com uma ilusão de um Lucas que eu sei que não vou encontrar em ninguém – e nem quero encontrar.

Não me leve a mal. Você sabe o quanto gostei de tudo o que tivemos juntos, mas parece que a vida faz muito mais sentido quando ficamos com alguém que está na mesma sintonia que nós. Mesmo que esse alguém seja eu mesma. E não sou só eu que agradeço por isso. Minhas amigas estão aliviadas por não me verem mais me arrastando pelos cantos. Minha mãe? Provavelmente está até mais animada do que eu.

Não estou te escrevendo para fazer com que você se sinta mal. Pelo contrário. Mais uma vez quero agradecer. Não faria nada diferente. Não mudaria uma vírgula do nosso amor e, principalmente, não mudaria o nosso ponto final. Ele chegou quando já não podíamos mais. Demorei a entender, mas agora tudo faz sentido. Você foi apenas uma página do livro da minha vida. Sinceramente? Uma página de tirar o fôlego. Mas estou respirando completamente aliviada por finalmente ter virado essa página e estar enxergando inúmeras folhas em branco. Todas apenas esperando que eu escreva os próximos capítulos de tudo o que vou viver daqui pra frente. Sem você.

Marina.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s