Carta para mim mesma aos 15 anos

Vem cá, senta aqui um pouquinho porque tem muita coisa que você precisa saber. Em primeiro lugar, você tem apenas 15 anos, ok? Tenho certeza de que você acha que isso é mais do que o suficiente para saber tudo sobre a vida, mas não é. Aliás, é bem capaz de que nem aos 80 nós tenhamos experiência o suficiente para lidar com todas as reviravoltas que a vida dá.

Ter 15 anos é, ao mesmo tempo, muito bom e muito ruim. Não se desespere. Vou te explicar direitinho. A sua única preocupação nessa idade é passar naquela prova de álgebra e tentar decifrar se o fulaninho do colégio gosta mesmo de você. Concordo que a parte do fulaninho talvez seja prioridade, mas quer um conselho? Não deixe de estudar para aquela prova de álgebra, nem de fazer o curso de inglês que sua mãe tanto insiste. Garanto que isso vai fazer uma baita diferença lá na frente.

Bom, mas você só tem 15 anos. Viva esses 15 anos, porque por mais que fazer 18 seja muito bom também, existem coisas que acontecem aos 15 e ficam por lá mesmo.  Se você ainda não deu seu primeiro beijo, trate de experimentar logo. Faz parte dessa fase e você não vai querer chegar à faculdade sem ter feito isso. Mas também não ache que todos os seus beijos irão se transformar em um amor de filme. É bem capaz que a sua primeira desilusão amorosa aconteça bem nessa época. Aguenta firme, porque eu te juro de pés juntos que vai passar. Prometo que logo menos esses caras todos não vão nem fazer cócegas em você.

Caso seus pais te deem a oportunidade de fazer um intercâmbio, vá sem medo. Quanto mais cedo você se tornar independente, melhor. E aproveite enquanto eles ainda te dão aquela ajudinha com a grana, pois depois que começar a trabalhar, você será dona do seu próprio nariz e das suas contas também. Aliás, agradeça mais aos seus pais e escute seus conselhos – sinto dizer, mas eles quase sempre estarão certos. Talvez nessa idade você não veja tanta necessidade em fazer isso, mas seus pais são a grande razão de você ter dado certo na vida. Não deixe que eles se esqueçam do quanto é grata.

Seja mais esperta em relação às amizades. Muitas amigas não são tão amigas quanto parecem, mas não deixe de oferecer um voto de confiança. A verdade é que, quando chegar aos 25, perceberá que tem apenas duas ou três amigas de verdade e isso já é muito. Aliás, aproveite a juventude para viajar muito com grupos de amigos, mas nunca deixe de lado os fins de semana em família. Você se lembrará disso para sempre.

Fique tranquila se quando chegar ao terceiro colegial não fizer a menor ideia do que quer cursar. Tudo bem começar uma faculdade e querer fazer outra coisa depois. Tudo bem tirar o diploma de veterinária e querer atuar com direito. Eu juro que você não é a única a se sentir assim. A verdade é que está todo mundo meio perdido mesmo e as chances de você só descobrir o que quer fazer no meio da faculdade ou até depois, são muito grandes. Mas uma hora ou outra você vai encontrar o seu caminho. Não se torture tanto, porque eu sei que essa é a sua especialidade.

Mais uma coisa extremamente importante: não faça drama por tudo. Essa tendência continua com nós até quando ficamos mais velhos, mas você precisa colocar na cabeça desde já que a vida é cheia de dificuldades. Terão momentos muito bons, mas também terão momentos péssimos. Aqueles que te farão se sentir um lixo e você vai desejar nunca ter existido. Eu prometo que passa, ou pelo menos melhora muito. Tenha paciência e aprenda a enxergar beleza nas coisas simples da vida. A verdade é que, aos 15 anos, muitas coisas banais recebem o grande foco da nossa atenção, mas conforme crescemos fica muito mais claro o que realmente é importante.

Isso não acontece de uma hora pra outra. É o que chamam de amadurecimento. Demora bastante, mas chega mais rápido quando você leva umas boas rasteiras da vida, quando partem  seu coração, quando você se desilude com uma amiga de anos, quando não consegue encontrar o emprego dos sonhos, e quando insiste em continuar questionando o sentido da vida. Continue procurando o sentido da vida. É bom ser uma pessoa reflexiva, mas não pire com isso.

Valorize sua própria companhia. Não seja uma desesperada para arranjar namorado só porque em toda reunião de família suas tias perguntam se você ainda está solteira. Aproveite m-u-i-t-o essa vida solteira, pois quando você realmente encontrar alguém, várias coisas vão mudar. Não para melhor nem para piorar, apenas irão mudar. Esteja sempre com o coração aberto para se apaixonar, mas não faça disso a sua única meta de vida. Se dedique a um outro tipo de paixão, mergulhe de cabeça em um projeto no qual acredita e lute pelos seus sonhos. No final do dia, nada será mais gratificante do que isso.

Nunca deixe sua paz de espírito esquecida numa gaveta qualquer. Foque nela. Procure sempre estar em paz consigo mesma e, caso não esteja conseguindo encontrar esse equilíbrio mental, não fique parada esperando o seu desmoronamento espiritual. Viaje, converse, faça terapia, trace novos planos, se despeça de quem te faz mal, leia dez livros, se matricule na academia, faça aulas de yoga, aprenda uma nova língua, faça um mochilão sozinha, saia da casa dos seus pais, abrace sua avó, faça uma aula de dança. Resumindo: viva.

Se jogue sem medo, tenha uma personalidade forte, grite pelo o que acredita. Você fará muitas coisas erradas, magoará muita gente, será magoada também, terá medos, apostará em sonhos, criará expectativas em excesso, se arrependerá, mas eu garanto que tudo vale a pena. A única coisa que não vale a pena é ficar esperando, apenas assistindo a vida passar. Você tem apenas 15 anos e isso é o máximo. Não há tantas preocupações, você é apenas uma criança nesse mundo. Tem muita coisa pela frente e esse é o meu conselho mais valioso: faça o que tiver vontade, seja quem sempre sonhou ser, e viva como se realmente todo dia fosse o seu último dia.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s