Sobre a calmaria que vem depois do término de um relacionamento

Todo mundo que já se apaixonou, já teve esse sentimento correspondido, e já se deparou com a chance de viver um amor, sabe o quão doído pode ser um término. Independente dos motivos e de quem tem a iniciativa de terminar, nunca é fácil para nenhuma das partes. Aliás, se for fácil demais desconfio que haja amor de menos.

Nós nos acostumamos a uma vida ao lado de alguém, compartilhamos sonhos, medos e desejos e, de repente, somos obrigados a viver como se aquela pessoa nem existisse mais. Isso soa tão doloroso que depois de toda a turbulência com o fim do término acredito que muita gente anseie apenas pelo momento de calmaria.

Mas o que é essa calmaria? É exatamente aquele momento em que toda a tormenta já cessou. Não há mais arrependimentos, vontades, dúvidas e, muito menos, a dor latejante. É aquele momento completamente pessoal, em que estamos tão bem resolvidos que nos sentimos plenos apenas em nossa própria companhia. O esquisito é que quanto mais desejamos essa maré de calmaria, mais ela parece escorrer pelas nossas mãos. A verdade é que ela chega quando menos esperamos. Vem de mansinho, abre a porta devagar e invade nosso corpo, proporcionando uma enorme paz de espírito.

E para quem se acostumou à dor latejante por tanto tempo, não existe sensação mais incrível do que sentir que aquele buraco no peito está sendo tapado e perceber que não há mais uma angústia te dominando completamente, pois todo o medo de não conseguir seguir em frente ficou para trás.

Olha, não garanto que isso aconteça de um dia para o outro. Na verdade, acho que na maioria dos casos demora bastante, mas posso garantir que, uma hora ou outra, a calmaria chega.  Dizem por ai que depois de toda turbulência vem um momento de paz. Então, se você estiver vivendo a sua turbulência agora, meu conselho só pode ser um: não pire, respire.

Todo mundo já passou ou vai passar por isso algum dia. É complicado, angustiante, difícil, e parece mesmo que não vai chegar ao fim nunca. Mas eu garanto que a turbulência só existe para nos deixar mais fortes e nos preparar para a calmaria que vem logo em seguida. Até porque se vivêssemos em eterna calmaria a vida seria muito chata, não é mesmo?

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s