Um ano de Para Preencher e a certeza de que escrever é o meu propósito.

Há exatamente um ano nascia de maneira muito despretensiosa o meu Para Preencher. Assim, meio do dia pra noite, após sofrer uma grande decepção que serviu de motor para que eu finalmente tomasse coragem para criar um blog só meu. Foi assim que ele nasceu. Tudo o que eu queria era, de alguma forma, preencher pessoas que estivessem passando por momentos difíceis, dúvidas, inseguranças, ou até coisas maravilhosas. Preenchê-las com tudo aquilo que me enchia de paixão todos os dias.

E o que me enchia de paixão eram as palavras. Em momentos difíceis em que eu perdia completamente o chão, ou momentos incríveis que me faziam sorrir, eram as palavras que traduziam tudo o que eu sentia. São as palavras que me traduzem até hoje. Não acredito que haja coisa mais encantadora do que o poder das letrinhas que juntamos para formar frases, textos, livros… Afinal, quem nunca se deixou deslumbrar por uma bela declaração de amor? Quem nunca se emocionou com uma carta de um parente distante? Quem nunca começou a enxergar a vida por outro ângulo após ler um livro? Tudo isso são palavras.

O Para Preencher é o fruto dessa paixão e da vontade maluca que eu tenho de preencher todas as pessoas – desde aquelas que convivem comigo todos os dias, até quem eu nunca vou nem ter a chance de conhecer pessoalmente… A vida me ensinou que todo mundo carrega pequenos buracos dentro de si, e a escrita é um dos remédios que ajuda a curar essas feridas.

Um dos meus filmes preferidos, “Meia Noite em Paris”, tem uma frase que guia o meu trabalho no blog todos os dias:

“The artist’s job is not to succumb to despair, but to find an antidote for the emptiness of existence.”

É exatamente isso o que eu tento fazer todos os dias, seja com uma breve frase ou com um texto super reflexivo. Assim como todo mundo, eu também tenho buracos dentro de mim, a diferença é que, por algum motivo, eu nasci com a vontade de encontrar antídotos para esse vazio e compartilhá-los com todos que também acreditam que as palavras têm poder de inspirar, libertar e transformar.

Hoje, depois de um ano de dedicação ao Para Preencher, tenho mais certeza do que nunca de que esse é o grande propósito da minha vida, e mal posso esperar para tudo o que ainda está por vir. Tenho certeza de que o Para Preencher ainda vai preencher muitos corações por aí…

Obrigada, do fundo do meu coração. São vocês que me ajudam a tornar isso realidade todos os dias.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s