Pra você, o que é aproveitar a vida?

Ficar em casa vendo um filme? Cozinhar um jantar para os amigos? Ir ao bar mais cheio da cidade? Conhecer os melhores restaurantes italianos do seu bairro? Viajar todo fim de semana para uma praia diferente? Ir a todas as baladas eletrônicas de São Paulo?

Aproveitar a vida é fazer exatamente aquilo que você gosta de fazer, e isso pode ser qualquer coisa. Acho que, de certa forma, somos um pouco condicionados a acreditarmos que aproveitar a vida é fazer X ou Y. Na verdade acho que isso é tão relativo quanto o conceito de beleza.

O que é belo para o meu vizinho não necessariamente é para mim. Da mesma forma, só porque a minha amiga aproveita a vida indo à balada todo fim de semana, não quer dizer que para mim isso também seja aproveitar a vida. É importante saber até que ponto devemos nos comparar com o outro. Temos essa mania, é verdade. Todos nós já caímos na armadilha de acharmos que o outro é muito mais feliz porque fazia X ou Y… Já bobeamos muito ao acreditarmos que existe uma fórmula para aproveitar a vida.

Isso depende de muitas coisas que vão desde a sua personalidade até a sua fase de vida. O que era aproveitar a vida aos 18 anos provavelmente não será o mesmo aos 25. Crescemos, mudamos e, assim, nossa maneira de desfrutar a vida também se modifica. O importante é saber o que faz bem pra você e não se deixar enganar pela propaganda enganosa que pode ser a vida alheia.

Hoje, tenho 22 anos e confesso que, muitas vezes, aproveitar a vida pra mim nada mais é do que ficar em casa lendo meu livro preferido ou simplesmente sair pra jantar com amigas de muitos anos. E não tem problema nenhum nisso, pois nesses momentos estou aproveitando da forma que é melhor pra mim: adquirindo cultura com uma boa leitura ou dando boas risadas com as minhas amigas e fortalecendo o laço que temos há tantos anos.

Quem decide o que é aproveitar a minha vida sou eu. Não me deixo mais prender pelo que os outros fazem ou deixam de fazer. Se em pleno sábado à noite tudo o que eu mais quero é ficar em casa vendo o meu filme preferido pela décima vez, eu simplesmente vou me dar a esse luxo sem a menor culpa. E farei o mesmo quando decidir cair na balada a madrugada inteira, sem pensar duas vezes e nem me sentir culpada por não ter completado as minhas oito horas de sono diárias. Afinal, aproveitar a vida é exatamente isso: viver do jeito que for melhor pra mim.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s