Anúncios
Comportamento

A importância de encontrar a sua paz de espírito

A paz de espírito não pode ser vista nem ouvida, ela pode apenas ser sentida. É uma sensação de que tudo está ornando da maneira mais correta possível. É uma sensação de tranquilidade e positividade em relação à vida. É uma sensação que, na verdade, só quem já viveu é capaz de explicar. E acredite: muitas vezes é difícil de explicar algo desse tipo.

Acho que muitas pessoas passam a vida toda sem encontrar essa paz de espírito e nem se dão conta. Elas acabam ficando tão viciadas no ritmo frenético de vida que de certa forma se acostumam com um estado de espírito que nem é de fato satisfatório.

Bom, o primeiro passo nessa busca é respirar fundo e confessar para si mesmo: “Eu não tenho paz de espírito”. Dito isto, você está consciente de que precisa alcançar esse estado de espírito para se sentir bem consigo mesmo e ter uma visão mais positiva sobre a vida.

No entanto, o próximo passo não é tão simples, pois não existe uma fórmula para encontrar a paz de espírito. Isso varia muito dependendo da personalidade da pessoa, estilo de vida, objetivos pessoais, e por aí vai. Mesmo assim, eu gosto de dar algumas dicas que costumam funcionar para mim, afinal, a minha paz de espírito já chegou e foi embora algumas vezes.

A paz de espírito não tem fórmula pronta, é um processo muito pessoal

Quando começo a sentir uma turbulência dentro de mim, a primeira coisa que faço é tentar entender o que está causando essa sensação ruim. Depois disso eu tento solucionar o problema, no entanto, algumas vezes não é tão simples assim. Já houve vezes em que eu não conseguia de fato solucionar rapidamente aquilo que estava afetando a minha paz de espírito e nesse caso é preciso encontrar caminhos alternativos.

Às vezes, achamos que só nos sentiremos inteiros e repletos de paz de espírito quando tivermos um relacionamento amoroso estável, quando encontrarmos o emprego 100% dos sonhos ou quando pudermos viajar pelo mundo sem data para voltar.

Vou te contar a verdade: nenhuma dessas coisas garantem a paz de espírito. Isso porque a paz de espírito é algo que precisa ser trabalhado dentro de você mesmo todos os dias. Se trata, praticamente, de um trabalho introspectivo.

Meu primeiro conselho é bem básico: encontre algo que te preencha. A paz de espírito é proveniente de estar preenchido e existem muitas maneiras de se fazer isso, que mudam de pessoa para pessoa.

Algumas coisas que eu indico sempre são:

  • Iniciar um projeto pessoal que te proporcione satisfação;
  • Utilizar o esporte para abstrair a sua mente das dúvidas e dilemas que permeiam a sua mente;
  • Começar a ler um livro que te inspire em várias esferas da vida;
  • Começar a se dedicar a algum tipo de trabalho voluntário;
  • Exercitar a sua mente com mais frequência, como por meio da meditação;
  • Fazer uma viagem para um lugar mais espiritual.

Seja persistente e chegue um pouco mais perto da sua paz de espírito a cada dia

Há inúmeros meios de trabalhar a turbulência que é a nossa mente. Antes de tudo é preciso querer encontrar essa paz de espírito e se esforçar para alcançá-la, além de procurar ter sempre uma visão positiva sobre aquilo que você tem feito por si mesmo – se você está se esforçando de verdade, então merece esse reconhecimento.

Não se esqueça: a paz de espírito não é um estado permanente. Ela é extremamente frágil e cabe apenas a você trabalhar constantemente para que ela não se perca totalmente.

É completamente normal ter alguns momentos de turbulência espiritual, o anormal é se conformar com essa turbulência. Nós devemos ter mais momentos de paz do que de guerra dentro de nossa mente, caso contrário viver se torna um grande fardo. E a vida nos foi concedida para ser vivida da forma mais positiva a maior parte do tempo.

Afinal, essa é a grande beleza da nossa jornada aqui na Terra, não é mesmo? Viver, e viver com a certeza de que a vida foi uma experiência enriquecedora e estivemos plenos a maior parte do tempo. 

Gostou do conteúdo? Então não deixe de seguir o Para Preencher no Instagram e Facebook.

Anúncios

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *