Poesias

Razão e emoção

O tempo passou, o ponteiro mudou.
Meu coração flutuou, flutuou, até que enfim ele fincou.
Fincou num paraíso que só faz bem e do qual não consegue viver sem.
Mas nem tudo é sentimento e na cabeça ainda há um certo espaço turbulento.
Um pedaço que vem e vai, mas que nunca cai.
Um pedaço que faz doer o corpo inteiro e questiona a inexistência de um caminho certeiro.
Fica a dúvida então: basta resolver a emoção ou também é preciso conciliar a razão?
É que finalmente meu coração me deu um descanso, mas por algum motivo minha cabeça resolveu despertar para um balanço.

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *