O processo de transformação da menstruação: do tabu à celebração

Falar sobre menstruação sempre foi um grande tabu e, por mais estranho que pareça, a verdade é que o tema ainda é evitado em muitas regiões do mundo. Em muitos lugares as mulheres sofrem com a falta de informação e escassez de itens de higiene pessoal, muitas vezes apelando para métodos que prejudicam a saúde, como o uso de jornais ou panos para absorver a menstruação durante o ciclo.

A situação é tão gritante que na Índia mais de 3 milhões de jovens perdem aulas cerca de uma semana por mês devido à menstruação, ou seja, além de tudo esse tabu também é prejudicial para a formação escolar das mulheres em muitos lugares ao redor do mundo. No Quênia, por sua vez, algumas garotas chegam a trocar sexo por absorventes e outros itens de higiene.

Tendo em vista toda essa problemática e com a voz de movimentos feministas ganhando cada vez mais espaço, surgem iniciativas que visam quebrar esse silêncio em volta de um tema tão comum à natureza humana. Essas iniciativas estão em várias esferas, contemplando desde marcas de absorventes que já começaram a tratar o assunto de maneira diferente, até ações de conscientização que visam quebrar o tabu que ainda existe em torno desse assunto.

No âmbito da propaganda, as marcas que estão estagnadas no tempo e ainda tratam a menstruação de forma estereotipada estão ficando para trás.

 

1. Libresse quebra todos os padrões da categoria e fala abertamente sobre o sangue

Primeiro de tudo, a marca coloca sangue real (e não o tradicional líquido azul) em seu filme, tratando isso da forma mais natural possível. Mulheres sangrando por conta de um esforço físico e não deixando isso ser um impedimento em suas vidas? Está aí algo completamente inovador e que tem por objetivo mostrar que a menstruação não é uma barreira.

 

2. Intimus também inovou com uma campanha que trata a menstruação como algo natural e não uma limitação

A Intimus acabou de divulgar a campanha “Siga em frente”, com o mesmo propósito de Libresse de mostrar que a menstruação não é nenhum tipo de barreira na vida da mulher. A menstruação nada mais é do que algo natural, que não deve ser tratada como tal em qualquer circunstância da vida.

 

3. Like a Girl, de Always, visa empoderar as garotas e mostrar que não existem limitações para uma menina apenas por ela ser menina

A campanha global denominada “Like a Gir” aponta o quanto a sociedade limita as garotas só por serem garotas. “Like a Girl” nada mais é do que uma campanha que visa empoderar as meninas, mostrando que nada deve detê-las.

 

4. Tampax foca na importância da informação e cria série de vídeos online com conteúdo educacional

“First Tampon Stories” se trata de uma série com pequenos vídeos da Tampax. O foco em garotas adolescente tem por objetivo oferecer conteúdo educacional de qualidade online, com dicas sobre o período menstrual e o uso de absorventes internos.

 

No âmbito de produtos, surgem cada vez mais marcas revolucionárias que oferecem novos benefícios para as mulheres e visam desmistificar a menstruação.

1. Em meio a um mercado competitivo, surgem marcas disruptivas e inovadoras como Lola

Quando falamos de repaginação de produtos, Lola oferece um design completamente inovador, absorventes orgânicos e uma proposta de delivery que entrega os produtos na casa das consumidoras. A marca cresceu tanto que já conseguiu o investimento da atriz Lena Dunhan, que diz acreditar na proposta inovadora de Lola.

gallery-1436298072-front-of-box-2-copy

2. Alternativas aos tradicionais absorventes prometem revolucionar o mercado

Ao mesmo tempo, surgem alternativas que vão além dos tradicionais absorventes, como a onda dos coletores menstruais. Indo um pouco mais à fundo, nasceu a Thinx e a Dear Kate, ambas marcas de calcinhas completamente inovadoras que substituem o uso de absorventes ou coletores menstruais, pois elas mesmas absorvem o sangue menstrual. Uma revolução que promete deixar os tradicionais absorventes para trás por meio de uma simples união entre praticidade e conforto.

 

No âmbito de comportamento, podemos ver inúmeras iniciativas em prol da desmistificação da menstruação, ações de apoio às mulheres que ainda sofrem com o difícil acesso aos absorventes, além do nascimento de algumas leis benéficas para as mulheres durante o período menstrual.

1. Ciclistas de Nova York levantam discussão sobre menstruação com o movimento “There Will Be Blood”

There Will Be Blood” foi uma espécie de passeata de ciclistas que aconteceu em Nova York com o objetivo diminuir estigmas em torno da menstruação e arrecadar doações de produtos menstruais. Para ganhar relevância e gerar discussão sobre o tema, as ciclistas usaram shorts brancos manchados de vermelho e jaquetas com frase provocativa: “Me pergunte sobre menstruação”.

img_7706

2. D.C., nos EUA, deve liberar itens de higiene feminina das taxas de impostos

Seguindo os passos de lugares como Nova York e Connecticut, D.C. deve ser o próximo a isentar absorventes internos e outros produtos de higiene feminina de taxas de impostos. O argumento é muito claro: as mulheres não deveriam pagar taxas por simplesmente terem os seus ovários funcionando.

3. Governo da Zâmbia declara “day off” no mês para mulheres durante o ciclo menstrual

O governo da Zâmbia anunciou que todas as mulheres terão direito a um dia de folga por mês durante o período menstrual. A decisão, que  gerou controvérsias com pessoas contra e outras a favor, ganhou repercussão mundial.

4. No Canadá, campanha de arrecadação tinha por objetivo doar kits com absorventes para mulheres moradoras de rua

Uma iniciativa altruísta no Canadá visa, por meio de uma plataforma de crowdfunding, arrecadar dinheiro para doação de kits contendo absorventes, comprimidos para dor, barras de chocolate, entre outros itens que devem ser distribuídos para mulheres moradoras de rua durante o período menstrual.

5. Designer se sensibiliza com situação de garotas africanas e cria roupa íntima reutilizável para que elas possam ir à escola menstruadas

A designer Diana Sierra criou a Be Girl: marca de roupas íntimas almofadadas e reutilizáveis que ajudam o dia a dia de garotas que não têm acesso aos absorventes. Dessa forma, mesmo menstruadas elas conseguem ir à escola e manter suas rotinas.

menstruation_matters_h.jpg

 

Por fim, surgem cada vez mais brinquedos com um viés completamente educativo em relação à menstruação, o que aponta uma preocupação crescente em oferecer informação sobre o assunto.

1. Menstrupedia Comic: o livro de histórias em quadrinhos que ensina as indianas sobre a menstruação

Visto que o tabu sobre a menstruação ainda é muito grande na Índia, Aditi Gupta criou o Menstrupedia Comic, um livro de histórias em quadrinhos que funciona como um guia sobre o período menstrual. A narrativa de três jovens em diferentes estágios da adolescência ajuda a preparar garotas que têm poucas informações sobre o assunto na Índia.

comic-spread

 

2. Period Coloring Book: o livro de colorir que visa quebrar tabus sobre a menstruação

Aproveitando a febre dos livros de colorir, o “Period Coloring Book” traz ilustrações de experiências relacionadas ao período menstrual com o intuito de gerar uma conversa mais aberta em relação a esse tema.

 

3. The Period Game: o jogo que ensina sobre a menstruação de forma divertida

O jogo de tabuleiro, The Period Game, é inovador na forma como busca ensinar as crianças sobre o corpo feminino e a menstruação em si. É divertido, didático e capaz de criar um ambiente confortável para a discussão do tema.

download.jpeg

Com tantas coisas acontecendo ao redor do mundo todo, fica claro porque a menstruação não pode mais ser tratada como um grande tabu. O movimento é enorme e muito claro: as pessoas precisam entender que o período menstrual é algo completamente normal. E isso começa no acesso à informação e, consequentemente, na educação sobre o assunto.

O papel da menstruação vai muito além do óbvio. A luta das mulheres por um mundo mais consciente e aberto em relação a esse tema é apenas mais uma vertente da grande luta diária das mulheres por direitos iguais e representatividade num mundo ainda permeado pelo machismo.

Por muitos anos foi tido como normal a mulher não ter direito ao voto e receber salários inferiores aos homens, mas isso mudou. E a ideia aqui é a mesma: a menstruação que, por muitos anos, foi repudiada e reprimida por um silêncio estrondoso, agora luta por um espaço digno na sociedade. Um espaço que merece ser reivindicado todos os dias e de todas as formas possíveis, até que nenhuma outra mulher precise sofrer por conta de algo que nada mais é do que um fenômeno completamente natural da condição feminina.

 

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s