Você é feliz ou só esconde sua infelicidade nas redes sociais?

Não é novidade para ninguém que as redes sociais são uma grande “vitrine da felicidade”. Todo mundo viaja, tem namorados perfeitos, amigos maravilhosos, família linda. Ninguém está triste, pra baixo ou decepcionado.

No começo, até nos deixávamos levar por essa bobeira de que a grama do vizinho é mais verde, mas agora todo mundo já sabe que as redes sociais não transmitem o que de fato as pessoas vivem e são. Mesmo assim, muitas vezes é difícil não nos pegarmos sentindo aquela “invejinha boa” do amigo que está no mochilão pela Ásia ou da conhecida que tem um namorado fofo.

E por mais que eu já soubesse disso tudo há muito tempo, recentemente me deparei com histórias de pessoas que me fizeram pensar mais uma vez sobre o assunto. Uma delas fazia um festival de fotos de seu “relacionamento perfeito, com o namorado perfeito” e a outra fazia uma bela propaganda de seu “trabalho dos sonhos”. Confesso que, a princípio, achava que essas duas pessoas eram felizes e suas “vitrines da felicidade” fossem ao menos um pouco verdadeiras. No entanto, descobri que não. Na realidade, era tudo apenas uma grande farsa e nem sei mais dizer se são ao menos um pouquinho felizes.

Fiquei dias e dias pensando e me perguntando. O que faz a gente ser assim? Por que sentimos tanta necessidade de mostrar para o mundo que somos completamente felizes e tudo é perfeito se, na verdade, ninguém é feliz o tempo todo e a vida sempre vem carregada de imperfeições? Quem inventou que aparentar tristeza é ruim? Por que nos deixamos dominar pela ditadura da felicidade?

Será que usamos as redes sociais para postar uma falsa felicidade justamente por não conseguirmos encarar a nossa tristeza num mundo que prega pela felicidade permanente?

Nem tudo são flores e a tristeza faz parte da vida, mas por algum motivo achamos ruim se sentir triste, quando na verdade esse sentimento pode trazer uma baita transformação se vier na medida certa. Não digo que precisamos postar nossas tristezas, mas também não precisamos pintar uma realidade mentirosa pautada apenas na felicidade.

Quer saber? Se tem uma coisa que eu aprendi nos últimos tempos é que quanto mais a pessoa precisa mostrar para os outros a sua felicidade, na verdade menos feliz ela é. Quem realmente está preenchido e feliz não sente necessidade de exibir isso o tempo todo. A realidade é que postar continuamente é um vício, mas não traz resultado nenhum além do instantâneo. Assim como as fotos e os snaps, a sensação de que a vida é perfeita passa e é rapidamente esquecida pelos seus espectadores.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s