O destino sabe o que faz, cabe a nós aceitar e aprender

Eu acredito em destino. Acredito que tudo o que vivemos ao longo da vida é definido no momento em que somos concebidos. Não sei direito quando comecei a acreditar nisso, talvez tenha sido em algum dos momentos mais difíceis da minha vida, provavelmente quando estava precisando me agarrar a algo que me proporcionasse certa tranquilidade diante da tormenta.

O que eu sei é que continuo acreditando completamente nesse lance de destino. Não consigo imaginar uma vida em que tudo não esteja escrito para nós desde o momento em que somos concebidos. E o mais incrível é que quanto mais acredito nisso, mais o dia a dia vai me provando, lentamente e quase que de forma despercebida, o quanto isso é verdadeiro.

Recentemente, fiz uma pequena viagem com uma amiga que estava vivendo um grande dilema amoroso – o típico “não está dando certo, mas quero fazer dar certo”. Ela é como eu: quando sente uma conexão verdadeira com alguém, vai atrás e luta por aquele sentimento. No entanto, mais do que nunca, as coisas estavam na corda bamba.

Resumindo, passamos um fim de semana super gostoso na praia, que de certa forma ajudou ela a enxergar as coisas de outra maneira. Lá, num lugar distante da cidade, com pessoas que ela nem conhecia direito, vivendo momentos que nem esperava, foi quando o destino deu o ar de sua presença mais uma vez.

Vendo tudo de fora, foi perceptível a mudança dentro dela e posso garantir que as coisas teriam acontecido de forma diferente se ela não tivesse viajado. Às vezes, precisamos nos afastar daquilo que causa dor para entendermos como podemos solucionar certas questões e foi isso o que ela fez. Se afastou por alguns dias, abriu o seu coração para as reflexões necessárias e chegou às conclusões que precisava.

O resultado final dessa história é o de menos. O que realmente me encantou foi a força do destino. Se essa viagem não tivesse acontecido, tudo teria sido diferente: estava escrito, tudo precisava ser daquela forma. Ela precisava daquilo para respirar fundo e tomar algumas decisões que não estavam tão claras em seu coração.

E é por essa e tantas outras que acredito fortemente em destino. Isso me dá força nos momentos ruins e me alegra nos momentos bons. Nos momentos ruins me concentro em mentalizar que o destino sabe o que faz e coisas melhores virão. Nos momentos bons sorrio de maneira leve porque sei que certas coisas não poderiam ter outra explicação que não fosse o destino.

Se fico agoniada? Um pouco, mas eu sei que tudo que é meu está reservado. Todas as pessoas que tiverem que cruzar o meu caminho, cruzarão. Todas as oportunidades que precisarem bater na minha porta, baterão. Todas as despedidas que forem necessárias, acontecerão. Se você está passando por um momento difícil, como a minha amiga, acredite que tudo tem seu motivo e que há algo melhor lá na frente. Se você está passando por um momento bom, agradeça por essa dádiva. O destino sabe o que faz, cabe a nós aceitar e aprender.

Anúncios

Escrito por

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s