Anúncios
O poder da mente: como seus pensamentos influenciam a sua saúde
Comportamento

O poder da mente: como as emoções influenciam a sua saúde

É fácil aceitarmos que quando estamos tristes o nosso corpo produz lágrimas como uma resposta a esse sentimento. E que se estamos nervosos o nosso corpo pode responder com enjoos ou falta de ar. Isso é o poder da mente.

Já parou para refletir sobre como essas respostas fisiológicas são desencadeadas por uma emoção?

Muitas pessoas nem se dão conta disso.

Também demorei para criar consciência deste fato, mas hoje tenho certeza de que a mente é tão poderosa que, muitas vezes, é capaz de coisas que nem imaginávamos serem possíveis.

Neste artigo vamos nos aprofundar um pouco mais nessa incrível conexão entre corpo e mente que ainda é tão questionada por alguns, mas venerada por outros.

O poder da mente: uma história real

Tenho uma amiga com um caso bem curioso sobre o assunto. Ela fez seis meses de intercâmbio logo após terminar a faculdade. Assim que voltou, estava muito preocupada com o fato de estar desempregada, o que a deixava bem ansiosa.

Alguns meses depois do seu retorno ao Brasil, começou a se sentir mal do estômago toda vez que comia e foi ao médico. O diagnóstico era de que estava com intolerância à lactose.

Leia também: 4 dicas para se reconectar com seu corpo e mente

Por mais de um ano lidou com a doença, restringindo bastante a sua dieta alimentar. Chegou um momento em que ela estava muito cansada da situação e resolveu ouvir a opinião de outros especialistas.

Fez diversos exames, passou por vários médicos e o novo diagnóstico foi surpreendente: ela não tinha nenhuma intolerância, era tudo decorrente de estresse e ansiedade.

Os sintomas estavam lá, mas era tudo obra da sua mente.

Rapidamente, ela começou a ligar os pontos e se deu conta de que a “doença” teve início no seu maior período de ansiedade após o intercâmbio.

Hoje, ela come absolutamente de tudo e se sente bem.

Ainda não se convenceu sobre como nossas emoções são poderosas? Calma que esse é só o começo.

Os transtornos psicossomáticos

Em seu livro “Isso é coisa da sua cabeça”, a neurologista irlandesa, Suzanne O’Sullivan, explora os sintomas psicossomáticos de uma maneira extremamente didática para quem não tem familiaridade com o assunto.

“A palavra ‘psicossomático’ se refere aos sintomas físicos que ocorrem por razões psicológicas. Lágrimas e enrubescimentos são bons exemplos, embora sejam reações normais que não representam doença. Somente quando os sintomas psicossomáticos ultrapassam os limites do normal, prejudicam nossa capacidade de funcionar ou ameaçam nossa saúde é que se tornam uma doença.”“Isso é coisa da sua cabeça”, Suzanne O’Sullivan

Ao longo da obra, ela traz casos reais de transtornos psicossomáticos e explora de fato como as pessoas ainda possuem grande dificuldade de entenderem a conexão que existe entre corpo e mente.

Muitos pacientes simplesmente não querem aceitar que o diagnóstico da doença seja: ela está na sua cabeça.

Existe uma tendência de querermos medicamentos para sanarmos nossas dores e desconfortos que, a princípio, imaginamos serem todos ocasionados por doenças clínicas.

Se você acreditar que está doente, seu corpo também acreditará

Temos facilidade em enxergar o poder de pensamentos positivos, mas ainda não aceitamos tão bem o fato de que os pensamentos negativos podem sim ter consequências graves em nosso corpo físico.

“A sociedade moderna aprecia a ideia de que podemos orientar melhor nossos pensamentos. Quando ficamos indispostos, dizemos a nós mesmos que, se adotarmos um pensamento positivo, teremos uma chance maior de recuperação. Tenho certeza de que isto está correto. Contudo, a sociedade ainda não acordou completamente para a frequência com que as pessoas fazem o contrário – pensam inconscientemente que estão doentes.”“Isso é coisa da sua cabeça”, Suzanne O’Sullivan

O documentário “Heal”, da Netflix, traz histórias reais que nos fazem entender um pouco mais a forte ligação que existe entre a nossa psique e a saúde física.

Os exemplos abordados no documentário provocam reflexões realmente relevantes sobre o poder de cura que existe dentro de nós.

Vemos casos de pessoas com câncer que se recuperam e outras com doenças que parecem não ter um diagnóstico claro por parte dos médicos. Acima de tudo, elas buscam a cura dentro de si mesmas (e encontram).

Não se trata apenas de conduzir as nossas emoções e pensamentos da melhor forma, mas também de, muitas vezes, estudarmos se temos um estilo de vida que favorece para que nosso corpo não adoeça.

Yoga: a prática milenar que transforma vidas

E falando em estilo de vida, chegamos ao Yoga, uma prática que tem mudado a vida de milhares de pessoas ao redor do mundo.

No Brasil, para falar de Yoga precisamos falar do professor Hermógenes, que nasceu em 1921 e foi o precursor da prática por aqui.

Abaixo um pequeno trecho de uma entrevista que ele deu para o documentário “Eu Maior”, em 2010, que nos faz entender melhor suas crenças:

Aos 35 anos, ele recebeu o diagnóstico de turbeculose e, desde então, a sua vida mudou por conta do Yoga.

Apesar do péssimo cenário, ao começar a prática teve melhorias significativas em sua saúde.

“Meus pulmões pareciam casas de abelhas. Me atacou a laringe a ponto de me deixar afônico. Como o tratamento era à base de muita alimentação e muito repouso, quando terminou eu estava envelhecido e obeso, apesar de ainda estar na faixa dos 35 anos. O pior era o bloqueio psicológico e social que o médico me impôs. ‘Você não pode ficar no sol, pegar sereno, ir à praia, fazer ginástica’ e por aí afora. Até propôs que eu me aposentasse porque minha vida estava comprometida.” – Relatou o professor sobre a doença.

Com a prática constante, sentiu melhorias na respiração, além de começar a fazer meditação e adotar uma dieta vegetariana para contornar o excesso de peso adquirido.

De fato, o Yoga tem muitos benefícios físicos, mas vai muito além disso: chega até o nosso espírito.

“O Yoga se volta para aquilo que em nós é indestrutível, que é o espírito.” – Hermógenes

O Yoga é uma combinação de dois mundos.

Abaixo, podemos conferir alguns dos inúmeros benefícios:

  • Maior flexibilidade
  • Melhora a postura
  • Ajuda a manter o foco
  • Melhora o equilíbrio
  • Aumenta a função imunológica
  • Acalma a mente
  • Diminui a ansiedade
Hermógenes começou a praticas aos 35 anos e nunca mais parou. (FOTO: acervo pessoal)

Autor de inúmeros livros, o professor Hermógenes escreveu “Autoperfeição com Hatha Yoga”, a bíblia brasileira do Yoga.

Ao longo da obra, ele aborda tanto a parte teórica quanto a prática, realmente ajudando a informar e inspirar quem quer começar a mergulhar nesse estilo de vida. Além disso, traz diversos relatos de pessoas que mudaram suas vidas após iniciarem a prática.

O Yoga é um estilo de vida – e daqueles bem poderosos.

Tem uma capacidade incrível de influenciar a mente, ajudar a manter o foco no presente, diminuir a ansiedade e os pensamentos negativos.

 “Ao estudarmos os sistemas nervoso e endócrino, tivemos oportunidade de ressaltar o fato de que emoções como ódio, ressentimento, inveja, revolta, desânimo e pessimismo provocam reações nervosas e hormonais de mesma natureza e intensidade que aquelas desencadeados quando o organismo se vê em luta contra uma infecção.” – “Autoperfeição com Hatha Yoga” – Hermógenes

“Normose” e o viver padronizado

Um dos conceitos muito abordados e criticados pelo mestre do Yoga é a “normose”, que define aqueles que vivem uma vida completamente padronizada.

“O normótico vive uma vida mundana, sem comprometer-se com seu interior, que é superior a tudo. É aí que surgem as doenças do corpo e da alma.” – Hermógenes

É exatamente aí que mora o perigo. Quando não se cria uma relação realmente verdadeira com o seu interior e as emoções, passa-se a viver desconexo da esfera espiritual.

E como vimos no início do artigo, muitas das respostas fisiológicas do nosso corpo são consequência daquilo que sentimos.

Se não criamos uma conexão genuína com o nosso interior, acabamos nos tornando inconscientes em relação aos processos que existem entre a nossa mente e o nosso corpo.

Esses são apenas alguns dos maravilhosos ensinamentos do professor. Infelizmente, Hermógenes faleceu em 2015, mas deixou um legado que permanecerá conosco pela eternidade.

O caminho para uma vida mais saudável

Deve ficar claro que o Yoga é apenas umas das técnicas que ajudam no processo de autoconhecimento e conexão entre corpo e mente.

A principal mensagem é que, independentemente da prática que você escolher, o importante é que ela seja eficaz para tal objetivo.

Todo ser humano deveria ter consciência do poder que as emoções têm.

Muita gente ainda é extremamente apegada aos diagnósticos “tradicionais” – não querem ou não veem necessidade de acreditar que a mente é a causadora de muitos dos males que lhes atingem.

O caminho para mudar essa realidade é apenas um: informação.

Tanto Suzanne O’Sullivan quanto o professor Hermógenes são grandes disseminadores de informações valiosas.

Seja por meio de experimentos ou longos anos de estudos, eles trazem comprovações para aquilo que ainda é muito criticado ou ignorado por alguns.

Os céticos sempre existirão, é verdade, mas nós podemos escolher como trilhar uma vida mais saudável.

Os estudos de Suzanne trazem luz para as nossas mentes e o Yoga de Hermógenes pode mudar vidas, mas o que realmente é capaz de fazer a diferença somos nós mesmos.

Afinal, acreditar no poder da mente e trabalhar todos os dias para que ela não tenha forças para nos impactar negativamente só depende de nós.

“Assim como uma ‘brecha na alma’ compromete a saúde, gerando ou facilitando a doença, inversamente, uma elevada vida ética e um psiquismo harmonioso, e, principalmente, uma boa dose daquilo que se conhece como fé, têm o poder de imunizar ou curar.” – Hermógenes

Gostou do conteúdo? Receba mais textos clicando aqui para se inscrever na nossa newsletter!

Foto da capa por Simon Migaj no Unsplash

Anúncios

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *