Anúncios
Crônicas

Sobre se sentir sozinho

Sabe quando você se sente meio sozinho?

Não estou me referindo a um estar sozinho comum.

Quero dizer se sentir sozinho no sentido de não se identificar com as pessoas que estão ao seu lado.

Sabe?

Isso é triste.

Quer dizer que, em meio a tanta gente, às vezes você não encontra uma pessoa com quem possa conversar sobre o livro que leu, a angústia que sentiu ou a viagem que fez.

É como se aquelas pessoas, por mais queridas que sejam, não sejam quem você precisa naquele momento.

Elas estão lá. Você aqui. As conexões não ornam. Nada parece se encaixar.

Você tenta um desabafo e o máximo que consegue é um: “Que legal. Estou feliz por você!” ou “Ah, que pena, mas não desanima!”.

Uma resposta automática. Sem interesse genuíno. Sem vontade verdadeira.

É isso que eu sinto dez vez em quando. 

As pessoas estão lá e eu aqui – nada parece se conectar.

Pessoas que conheço há mais de 10 anos e, de repente, perdem o brilho.

Não. Não acho que é por mal.

São fases. Momentos. Instantes.

Tem hora que fulano não estará bem. Não terá com vontade de te ouvir verdadeiramente. Ou simplesmente priorizará outras coisas que não sejam você.

Dizem que faz parte do ciclo da vida. E eu passei a aceitar.

Aceitei que nem todo mundo por quem tenho admiração e carinho estará sempre 100% comigo, pronto para se conectar.

E acho que agora que eu aceitei me sinto menos triste quando isso acontece. Aceito, respeito e sigo em frente.

Sei que um dia voltaremos (de verdade) a nos esbarrarmos pelas esquinas da vida.

Anúncios

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *