Anúncios
autoconhecimento
Comportamento

4 formas de exercitar o autoconhecimento no seu dia a dia

Autoconhecimento é uma das ferramentas mais poderosas para viver bem. Isso porque quando temos uma consciência mais profunda sobre quem somos, o que queremos e para aonde estamos indo, tudo tende a fluir melhor.

Foi exercitando muito o meu autoconhecimento que fui capaz de tomar decisões profissionais mais certeiras e descobrir o que me movia. Não adianta, as respostas não cairão do céu! É preciso trabalhar diariamente para atingir resultados satisfatórios. Na realidade, exercitar o autoconhecimento pode ser doloroso em alguns momentos, mas é bem gratificante.


Leia também: 4 filmes para quem está passando por um período de autoconhecimento


Eu adoro saber que estou cada dia mais próxima do que me faz bem e de caminhos que têm significado verdadeiro para mim. Como eu sempre recebo mensagens de leitores falando que precisam ter mais autoconhecimento e não sabem como desenvolvê-lo, resolvi dar algumas dicas pessoais contando o que funciona para mim.

As dicas serão pautadas em hábitos do dia a dia que envolvem apenas você com você mesmo. Não falarei aqui de terapia, por exemplo, que é uma ferramenta poderosíssima para exercitar o autoconhecimento, mas que envolve outra pessoa, o psicólogo. Isso não quer dizer que você não deva fazer terapia se considerar necessário (eu super recomendo, apenas não vou colocar na minha listinha porque quero explorar sugestões mais pessoais por aqui).

Espero que as dicas ajudem! Leia até o final e comece a colocar em prática o quanto antes.

1. Leia livros

Quem me conhece já deve estar pensando: “Ah, você diz isso porque é uma leitora voraz e escritora, mas os livros ajudam mesmo no autoconhecimento?”.

Olha, para mim ajudam demais! Com certeza se não te ajudaram até agora é porque provavelmente você leu livros que não tinham tanto o objetivo de proporcionar uma experiência de autoconhecimento.

Algumas histórias me fazem mergulhar tão profundamente dentro de mim mesma, que saio transformada da leitura. O importante nesse caso é encontrar livros que façam sentido para o seu momento de vida e com os quais você crie uma conexão genuína. Nesse sentido, costumo indicar mais romances, porque eles proporcionam uma história mais densa, capaz de te fazerem realmente sentir na pele o que os personagens sentem.

Aqui vão algumas dicas:

2. Escreva sobre o que sente

Outra dica que é muito pessoal, pois eu sou uma escritora. Funciona muito bem mesmo para quem não curte tanto escrever, pois o ato de colocar no papel o que você sente pode ajudar a organizar os pensamentos.

Quando eu era mais nova e sofria com o coração partido, costumava escrever cartas para os garotos que tinham me magoado. Eu nunca enviava, mas isso me proporcionava alívio e me ajudava a entender o que eu sentia.

Exercitar o autoconhecimento diariamente por meio da escrita pode ser muito eficaz. Escreva sobre o que vivenciou naquele dia, como se sentiu, o que você teve vontade de fazer. Vale também escrever sobre seus planos para o futuro e sonhos. Tudo isso é um exercício de autoconhecimento.

Minha dica mais valiosa é ter um caderno para ir compilando uma espécie de diário. Acho muito mais gostoso escrever com papel e caneta do que no computador. Outra ideia é também escrever sobre as reflexões dos livros que você lê, que tal?

3. Pratique Yoga e Meditação

Eu me apaixonei pelo Yoga. A prática me deixa mais leve de uma forma que nenhum outro esporte que já fiz é capaz. O que mais me atrai é o fato de que o Yoga é também uma filosofia de vida. Passei a refletir sobre várias coisas quando comecei a praticar.

Algumas pessoas têm preconceito porque acham muito parado ou presumem que não dá resultado nenhum. Vai muito do estilo de cada um, mas posso garantir que dá resultados sim! Não só físicos, como mentais também.

O legal é que durante as aulas você faz algumas meditações guiadas e acaba pegando gosto e praticando em casa. O aplicativo Insight Timer é ótimo para fazer meditações todos os dias.

O Yoga e a meditação me ajudam a exercitar o autoconhecimento em médio e longo prazo. Estou praticando há mais de um ano, mas os benefícios não vieram em um mês e sim aos poucos. O processo como um todo te guia e te faz conhecer melhor seu corpo e focar no presente. Tudo isso contribuí para o autoconhecimento de maneiras que você nem imagina.

4. Viva experiências em sua própria companhia

Estamos o tempo todo rodeados por pessoas e aparatos tecnológicos. Dificilmente temos um momento de solidão, no qual convivemos apenas com nós mesmos e nossos pensamentos.

É tão mais fácil rolar o feed do Instagram quando estamos entediados, não é mesmo? É como se, de certa forma, até fugíssemos de nós mesmos.

Muitas pessoas não gostam de ficar sozinhas, mas como se conectar com si mesmo se você não tiver alguns momentos de solidão? Fique tranquilo, se você prefere sempre estar rodeado de outros indivíduos, não precisa ser extremista.

Alguns vão optar por viajar sozinhos, mas você pode simplesmente tirar uma tarde para ir ao parque, cinema ou restaurante. Os momentos de leitura, escrita e meditação também podem ser as situações nas quais você se conecta mais consigo mesmo.

As experiências solitárias te ajudarão a entender melhor o que você sente, refletir e se questionar. Por mais que seja muito bom ter com quem conversar e trocar ideias, experimente amar um pouco mais a sua própria companhia e você irá sentir os benefícios.


O site parapreencher.com faz parte do Programa de Associados da Amazon.com.br, iniciativa que permite que sites monetizem seus conteúdos através de links comissionados.


Quer continuar acompanhando os meus artigos? Então, me siga também no Linkedin clicando aqui!

Anúncios

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *