Anúncios
Literatura e Escrita

Descubra o que falta para você se tornar um escritor

Quando faço uma retrospectiva da minha trajetória com a escrita, sempre me lembro do ano de 2014. Tudo começou com alguns rabiscos no meu caderno, normalmente sempre falando sobre relacionamentos.

Em seguida veio o meu blog, Para Preencher, que era tão diferente do que é hoje. Aos poucos, comecei a publicar no Facebook. Perdi o medo de ser julgada e passei a escrever mais livremente.

Quando conto assim, parece até que foi um processo simples, mas garanto que não foi. Eu me lembro de que no começo tinha muito receio de publicar e as pessoas ficarem comentando, questionando, afinal, muito do que eu escrevia era sobre a minha vida.

Tinha vergonha e medo de abrir o meu coração para o mundo por meio da escrita. Só depois desse período inicial de amadurecimento me dei conta de que, para ser um escritor, não podemos nos agarrar a esse medo.

Ser um escritor exige que você tenha a coragem de se despir diante dos seus leitores.

Hoje, com a repercussão que ganhei ao entrar para a lista de LinkedIn Top Voices, recebo muitas mensagens de pessoas que sonham em escrever livros, que sonham em se tornarem escritoras.

Elas me perguntam como é o processo. O que eu fiz para escrever meu livro, como fiz para publicar, como combati a insegurança. Elas me perguntam muito sobre tudo o que eu também não sabia responder quando estava lá em 2014, começando a trilhar essa vida de artista.

Até me autodenominar como escritora era assustador. Confesso que ainda tenho dificuldades, afinal, as pessoas questionam como se ser um escritor não fosse profissão.

“Mas é só isso que você faz?”,  eles perguntam.

A minha vontade é gritar para o mundo: “Ainda bem é só isso que eu faço!”.

No entanto, normalmente, apenas esboço um sorriso tímido e complemento: “Não, trabalho com produção de conteúdo também.”

Sei lá se algum dia as pessoas vão parar de fazer esse tipo de pergunta. Nem acho que seja culpa delas, é simplesmente como somos condicionados desde pequenos a encarar a vida.

Bom, o que eu quero dizer com tudo isso é que eu sei como é não saber para aonde correr quando o seu coração diz que só há um caminho possível para você: o caminho da escrita.

Estou escrevendo esse artigo para te confortar e dizer que eu sei como é ser você nesse momento e que eu posso e quero te ajudar.

O que ainda falta para você se tornar um escritor?

Vamos falar um pouco sobre o que ainda falta para que você consiga tirar os seus sonhos do plano imaginário e comece a agir em direção à sua carreira de escritor.

Como sempre gosto de ressaltar, não existem fórmulas prontas, mas com certeza você pode aprender um pouco com quem já passou por esse processo. O importante é absorver tais conhecimentos e entender o que faz sentido para a sua vida – o que não fizer, jogue fora sem medo!

1. Superar questões emocionais

Assumir para si mesmo e para o mundo que você é um escritor pode não ser uma tarefa tão fácil. É mais simples dizer que você é advogado, médico ou engenheiro, não é mesmo?

Ao se assumir como escritor, muitos questionamentos virão: como eu vou viver disso? O que devo fazer para conseguir publicar livros? Como faço para vender meus livros? Como me desenvolvo como escritor?

Isso sem contar as perguntas que virão das pessoas ao seu redor, pois dificilmente que não tem alguma conexão com a arte entenderá o que de fato você quer dizer com “ser escritor”.

Sim, eu sei. São muitas perguntas e poucas respostas.

Antes de decidir qualquer coisa, a minha dica é arrumar toda essa bagunça que está aí dentro. A autoaceitação é o primeiro passo, caso contrário, a decisão se tornará um tormento.

Todas essas questões emocionais podem ser trabalhadas com terapia, conversando com pessoas próximas, buscando suporte em uma comunidade de outros escritores ou escrevendo o que você sente.

Viva esse processo!

2. Entender questões técnicas da carreira de escritor

Agora que você já está trabalhando as questões emocionais que podem bloquear os seus sonhos, é o momento de entender a parte mais técnica também.

Como sempre gosto de pontuar, infelizmente, não existem cursos universitários voltados para a profissão “Escritor”, por isso você precisará encontrar outras maneiras de desvendar esse universo.

A grande pergunta é: como? Em uma sociedade que pouco valoriza o artista e não dá espaço para o seu crescimento, confesso que essa também foi uma das perguntas mais complexas que enfrentei.

Não sabia a quem recorrer. Só o Google não era suficiente em alguns momentos. O que eu precisava era estar em contato com profissionais da área e outros escritores – dessa forma eu poderia trocar experiências e enriquecer a minha trajetória.

3. Assumir riscos em direção aos seus sonhos

A carreira de escritor é incomum. Aposto que são poucas as pessoas que você conhece que optaram por seguir um caminho artístico.

Acontece que em algum momento você terá que assumir certos riscos para trilhar esse caminho: seja tendo a coragem de deixar as pessoas lerem o que você escreve ou arcando com os custos de uma publicação.

São riscos que precisam ser tomados para que você veja os seus projetos e sonhos ganhando forma. Não digo que seja fácil nem simples, mas faz parte do jogo!

Afinal, quantos talentos estão escondidos por aí, acobertados pelo medo de assumir os riscos que uma carreira de escritor exige?

Não tenho as fórmulas prontas, mas posso te oferecer as pedras para você construir o seu caminho

Com certeza você se identificou com pelo menos um dos pontos citados, não é mesmo?

A verdade é que todos os escritores passam pelas mesmas inseguranças. Você não é pior do que ninguém por ter medo de escrever, publicar e se aceitar como escritor.

Grandes nomes da literatura passaram pelos mesmos dilemas que eu e você.

Foi pensando nisso que criei o curso Carreira de Escritor. O meu grande objetivo como escritora é inspirar as pessoas a realizarem os seus sonhos e esse curso está nascendo para isso.

Eu quero ajudar pessoas que, hoje, são a Bruna que eu era em 2014: meio perdida, sem saber quais eram as possibilidades diante de mim. Lá atrás, eu não encontrei nenhum tipo de suporte ou rede de pessoas que pudessem me guiar. É isso que desejo proporcionar com esse curso.

Eu quero criar uma grande comunidade de escritores iniciantes e aspirantes a escritores para que, juntos, possamos fortalecer a literatura, trocar experiências e termos a certeza de que não estamos sozinhos.

Se você é um escritor iniciante ou aspirante a escritor, clique aqui para conhecer o meu curso online Carreira de Escritor e começar a realizar os seus sonhos literários!

Anúncios

Criadora do Para Preencher e autora do romance "Lola & Benjamin", acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *