QUEM ESCREVE TUDO ISSO?

1bruna_j&l_105

Bruna sempre procurou formas de se preencher e descobriu que, uma delas, é a escrita. Afirma que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. Com o coração inquieto, acredita que toda hora é hora de amar e que, aliás, o amor da sua vida pode estar cruzando a sua rua agora mesmo. Com tanto sentimento transbordando, só consegue desassossegar com um livro em mãos, uma boa companhia, ou um pôr do sol na praia.

Nostálgica das boas e velhas cartas escritas à mão, acredita que tanta tecnologia ainda vai levar os verdadeiros relacionamentos à extinção. Conseguiria viver sem celular, mas não sem livros. Aliás, se sente melhor em livrarias do que em baladas cheias e dificilmente compra um livro sem cheirá-lo antes. O filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”  é um dos seus preferidos e, se pudesse, experimentaria viver em Paris.

Com uma queda por tudo aquilo que dura mais do que uma noite, escreve com o intuito de eternizar – pelo menos no papel – os seus sentimentos. Mais do que buscar formas de se preencher, quer que suas palavras tragam significado para a vida de outras pessoas. O Para Preencher nasceu desse desejo de preencher as lacunas de tantas vidas e seus corações vazios, sentimentos pela metade, esperanças perdidas, solidões acompanhadas. Seja bem-vindo e preencha-se!

Hoje, Bruna está com 23 anos. É publicitária por formação e escritora por vocação. Em 2017 realizou a sua maior conquista e publicou seu primeiro livro, Lola & Benjamin, que preenche todos que leem com uma boa dose de romance e realismo.

Além do Para Preencher, escreve para a Obvious, A Soma de Todos os AfetosResiliência MagAmandAqui e tem alguns textos publicados no Update or Die.

 

Anúncios

2 thoughts on “QUEM ESCREVE TUDO ISSO?

  1. Seu texto ” Conselho para todas as minhas amigas solteiras: Vivam! “, é excelente e protetor a medida que abre os olhos das mulheres carentes para se afastarem da maldade que os homens a vitimizam, pois, causa-me espécie e horror a maneira vil com que meus amigos falam das aventuras com suas vítimas, queimas quais não conseguem algo a não ser ampliar suas desesperanças e desiluzões .
    Eles tentam me imbecilizar quando os convido a uma reflexão , mas, acabo cada vez mais me decepcionando com a perversidade deste mundo machista e tão cruel com as mulheres.
    Por isto fico feliz , quando você ergue a hipótese do amor distraído , seu texto é um encanto e deveria ser apreciado por todo gênero , sobretudo em países onde a cultura da dominação machista jamais enxergará a floresta por traz da árvore que tem toda mulher …
    Por derradeiro, concluu afirmando: amo minha esposa e com ela aprendo a cada dia a importância de se ter o mais profundo respeito para com as mulheres .

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s